Hospedagem compartilhada, VPS, dedicada, nuvem… Como escolher?

Para decidir que tipo de hospedagem escolher  o ideal é entender as diferenças entre as tecnologias, mas muita gente (com razão) se sente intimidada diante desses assuntos técnicos.

Felizmente creio que é possível explicar de jeitos que todos poderão entender.

Tecnicamente falando as explicações podem não ser precisas, mas espero que demonstrem claramente as diferenças entre as opções para ajudar na escolha.

O que é um hospedeiro?

Para quem já sabe isso pode parecer óbvio, mas não há nenhuma vergonha em não saber, afinal esse mundo digital parece muito nebuloso e virtual o que dificulta traçar comparações com coisas palpáveis.

Na verdade um site se assemelha muito a uma empresa.

Para ter uma empresa primeiro temos que registrá-la em um cartório garantindo assim que sejamos donos daquele nome.

O mesmo acontece com sites. O primeiro passo é registrar o domínio. Aqui no Brasil o ideal é ir diretamente ao http://registro.br.

Da mesma forma que uma empresa registrada precisa alugar um estabelecimento, um escritório físico, para passar a existir de fato os domínios precisam contratar um hospedeiro para se transformar em um site.

Um hospedeiro, portanto, é uma empresa que tem um ou mais computadores ligados 24h por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano… Bem você entendeu, né? É uma empresa que tem computadores que ficam ligados o tempo todo com os arquivos que consistem no seu site.

Quando alguém digita i4b.com.br o registro.br informa onde está o computador que contém os arquivos daquele site e tcharam! Ele aparece no navegador 😉

Hospedeiros compartilhados

Representação gráfica de hospedagem compartilhada
Clique na imagem para ver o artigo sobre hospedagem compartilhada onde a encontrei.

A maioria dos sites estão nesse tipo de hospedeiro pois o custo é melhor e o uptime (tempo que o site fica no ar) é na faixa de 99,9%.

Uma boa comparação para ele é uma única pessoa que atende a várias outras, uma secretária ou secretário por exemplo, ou um jogador de tênis muito hábil que joga contra outros quatro ao mesmo tempo.

Nesse tipo de hospedeiro vários sites além do seu são mantidos no ar pelo mesmo computador.

Na realidade são vários computadores, mas que se comportam como um só em termos práticos. A imagem acima representa isso também (motivo por que a escolhi). Se você quiser manter a metáfora do tenista é como se você não pudesse ver nem o tenista que rebate suas bolas, nem as outras pessoas que estão jogando com ele.

Ok, isso vai ficar parecendo episódio de Além da Imaginação, mas faça de conta que está jogando num dia de muita neblina e que só dá para ver num raio de 1 metro ao seu redor 😉 Tem um monte de tenistas rebatendo suas bolas e um monte de outras pessoas jogando com eles.

Se o seu site tem alguns milhares de acessos por dia ou até algumas dezenas de milhares provavelmente uma hospedagem compartilhada é tudo que você precisa e o custo gira em torno de 30 reais hoje.

A desvantagem é que, se um dos sites hospedados junto com o seu (que você nem sabe que está lá) se comportar mal – como se um dos tenistas acima disparasse bolas freneticamente contra o adversário que joga sozinho – isso pode comprometer todos os outros sites atendidos por aquele grupo de máquinas.

Em alguns casos você pode se ver obrigado a pedir ao hospedeiro que transfira seu site para outro grupo de máquinas menos congestionado.

A cada um ano ou dois você pode passar por essa situação.

Hospedagem privada virtual (do inglês VPS)

Clique na imagem para ver o artigo sobre VPS de onde ela veio.
Clique na imagem para ver o artigo sobre VPS de onde ela veio.

Continuando no exemplo dos tenistas, ok?

As coisas mudam um pouco. Você vê o tenista que joga com você e pode até “configurá-lo” para atender as suas necessidades. É como chamar mais três amigos para jogar contra o super-tenista e poder dizer que você quer que esse super-tenista seja capaz de rebater 5 bolas por segundo o que deve bastar para você e seus três amigos.

Tudo lhe faz crer que o super-tenista atende somente a vocês e não parece haver mais ninguém jogando com ele além de você e seus amigos, mas esse é um campo de tênis mágico pois na verdade o super-tenista continua sendo um grupo de tenistas e há outras pessoas jogando com eles, mas tudo é projetado para que funcione como se fossem apenas vc, seus amigos e o super-tenista.

Traduzindo isso em tecnopapo:

Lá no seu hospedeiro tem uma ou mais máquinas onde são criados servidores virtuais (super-tenistas) que tem vários recursos separados só para você e seus sites.

Na realidade há outros sites de outras pessoas funcionando no mesmo computador ou grupo de computadores, mas eles não mexem nas áreas reservadas para você, então, mesmo que um outro servidor virtual que esteja nas mesmas máquinas que o seu, se comporte mal e pare de funcionar o seu permanece estável.

Nos melhores hospedeiros essas máquinas virtuais são criadas em um grupo de máquinas que se comportam como uma só e não em um único computador o que garante que, se um computador falhar ainda assim você não perceba isso. É como se um super-tenista torcesse o tornozelo, mas fosse substituído por outro tão rápido que você não percebe.

Hospedagem Dedicada

Enfim um tipo mais fácil de explicar!

Aqui é tudo o que parece. Você realmente contrata um único tenista para te atender. Ele estará totalmente dedicado somente aos seus amigos que estão jogando com ele, digo, aos sites que você hospedar nele. A única coisa que você compartilha com outras pessoas nesse caso são as conexões à Internet.

É que todo hospedeiro tem um cabo (na verdade são vários porque redundância é vital nesse ramo) ligando fisicamente o prédio e seus computadores à Internet e todo o fluxo de dados que entra e sai passará por esses mesmos cabos. Se alguém cortar o cabo todos os sites caem.

Felizmente os bons hospedeiros não tem apenas um prédio em uma cidade. Sim, redundância é levada muito a sério.

Na hospedagem dedicada você tem um computador físico ao seu dispor. Ele tem HD (disco rígido), memória RAM e você pode usá-lo livremente (só que é um computador servidor Internet, ok, então você terá que lidar com comandos em texto, como no velho DOS).

Pode parecer que ele é melhor que todos os outros, mas é bom dar um alerta: é um único computador físico, ou seja, se ele tiver algum problema seu site sairá do ar. Nos outros casos você está lidando com vários computadores que se comportam como se fosse um então, se uma das máquinas der problema você provavelmente nem notará.

A hospedagem dedicada é indicada para quem tem necessidades muito específicas como um sistema operacional específico para rodar um aplicativo no servidor em uma determinada versão de Java.

É até difícil falar de falar dele sem cair em papos técnicos, mas se o seu projeto exigir um servidor dedicado você certamente esbarrará com essas palavras durante sua pesquisa “servidor” e “dedicado”.

Os hospedeiros dedicados tem preços iniciando em 50 dólares, mas o mais típico fica em torno de 200 dólares por mês.

E a Nuvem?

Gráfico com os serviços da computação em nuvem
Clique na imagem para ver o artigo em inglês na Wikipedia

Agora quero ver como vai ficar minha metáfora de tenistas 😀

Vamos ter que viajar nessa metáfora ainda mais do que no caso do servidor privado virtual, ok?

Imagine que você e seus amigos tenistas são realmente muito bons e querem treinar suas habilidades ao máximo.

Não basta um super-tenista para vocês, o que vocês precisam é de um especialista em sacar, um em receber saques rápidos, um que tenha fôlego para correr o jogo inteiro, outro que saiba cortar como ninguém e por ai vai.

A nuvem é um campo adversário nebuloso onde você não vê com quem está jogando, mas quando ele corta é uma das melhores cortadas possíveis, quando ele saca ídem.

O que tem lá na prática são vários grupos de computadores, cada um deles especializado em uma tarefa e funcionando integrados a outros grupos especializados em outras tarefas de forma que o que você vê do outro lado não é bem um computador, mas um grupo de serviços como banco de dados, discos rígidos, processadores de dados e por ai vai.

Inclusive tem muito hospedeiro que diz oferecer serviços na nuvem, mas que na verdade oferecem um tipo de VPS. Tome cuidado.

O custo de uma nuvem pode variar de algo como 15 dólares por mês a várias centenas ou milhares dependendo da sua necessidade de recursos.

Então? Qual é o melhor para mim?

Espero que a minha metáfora funcione para você! Com o tempo talvez eu modifique esse artigo para deixá-lo cada vez mais claro.

Na teoria os servidores VPS ou Nuvens seriam muito mais estáveis e ficariam no ar muito mais tempo que os dedicados ou compartilhados, mas na prática todos eles podem ser atingidos por problemas e até mesmo uma das nuvens mais poderosas como a AWS da Amazon andou caindo ano passado.

Um fator a levar em consideração é que existem guerras online também e de vez em quando algum grupo decide atacar um site seja como forma de protesto, terrorismo ou até interesses comerciais e nesses casos até mesmo o mais robusto dos hospedeiros pode não resistir e falhar até por algumas horas.

Sejamos práticos:

  • Seu site é profissional, um blog, uma revista ou institucional da sua empresa: Sua primeiro opção é a hospedagem compartilhada seguida do VPS.
  • Sei site é para um grande evento que pode ficar meses quase sem acesso e passa repentinamente a mais de um milhão de acessos por mês por dois ou três meses? Somente um VPS ou mesmo uma nuvem lhe garantirá a possiblidade de funcionar com menores custos nos meses de baixa e aumentar sua capacidade rapidamente (em geral automaticamente) nos meses de alta.
  • Você está desenvolvendo um aplicativo específico para a Web, para celulares ou algum outro tipo de aplicação: O servidor dedicado ou uma nuvem podem ser o que você precisa.

Na enorme maioria dos casos uma hospedagem compartilhada é a melhor solução ficando apenas com o problema dela poder apresentar instabilidade a cada 12 ou 24 meses (o que na verdade pode acontecer com os outros também).

Uma solução para quem não pode passar por nenhum período de instabilidade é ter dois hospedeiros e mover o site de um para o outro rapidamente diante de uma emergência.

Esse é um serviço que estamos estudando na i4B, mas poucos hospedeiros oferecem pela dificuldade operacional de transferir mais de 100 sites de um hospedeiro para outro apesar de termos feito isso recentemente com um site crítico que foi espelhado na nuvem da Amazon em um momento de crise dos nossos servidores.

Hospedeiros

Clique no link para ver uma lista de hospedeiros compartilhados, vps ou cloud que foram bem recomendados.

Se você souber de alguma experiência ruim com algum deles me avise, por favor, para tirá-lo da lista ou colocar um aviso.

One thought on “Hospedagem compartilhada, VPS, dedicada, nuvem… Como escolher?”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *