Como fazer meu site aparecer melhor no Google?

Em duas palavras: Conteúdo relevante.

O segredo do sucesso de qualquer buscador é a capacidade de achar textos relevantes para a pessoa que fez a busca então é natural que todos os seus esforços sejam no sentido de “ler” cada página da Internet e definir em que temas elas se encaixam e qual é sua relevância nessa área.

Agora as questões são: como ter conteúdo relevante e como os robôs dos mecanismos de busca vão achá-lo?

Bem, há duas formas de fazer isso e sugiro usar as duas:

  • Escreva seus textos pensando em quem você quer que os encontre
  • Tenha um site tecnicamente amigável para os buscadores.

Vamos começar pelo “tecnicamente amigável” pois é mais simples de explicar.

Sites amigos de buscadores

O primeiro passo é usar um bom CMS (Content Managemant System) como o WordPress. Eles já fazem boa parte do trabalho naturalmente inserindo os códigos necessários (como as metatags).

O WordPress é um dos melhores CMS nesse aspecto (Não é a toa que é usado nos portais de notícias tanto da Globo quando da Record), mas pode ser melhorado com alguns plugins:

O cache é importante pois atualmente a velocidade de carregamento do site tem peso na análise de relevância.

Depois de instalar o gerador de Site Map você terá que mandá-lo gerar o mapa pela primeira vez e depois ele funcionará sozinho.

Você terá que dedicar um pouco mais de tempo ao Platinum SEO pack para entender os seus campos, mas ele já ajudará simplesmente sendo instalado.

Permalinks… O nome é estranho, mas isso é o endereço das suas páginas. Por exemplo, o permalink da nossa página de contato é i4b.com.br/contato.

O padrão do WordPress (não imagino porque) é fazer links do tipo meusite.com.br/?p=12, mas pode ser facilmente configurado na opção Settings/Permalinks. Altere para /%category%/%postname%/

O nome do domínio ajuda bastante, preparacaodeatores.com.br terá muito mais chances de ser achado em uma busca por preparação de atores do que soufulano.com.br

O Marketing de Busca do Web Paulo é uma das melhores fontes de informação tanto para explorar as vantagens do Platinum SEO quanto para o item a seguir.

Outra boa fonte é o site Tudo Para WordPress do @GugaAlves

Como escrever seus artigos e páginas

Escrever online até certo ponto é parecido com o que um jornalista ou redator fazem, mas tem algumas diferenças:

  • O leitor online prefere textos mais curtos e diretos
  • Temos que escrever para os robôs dos buscadores também

Há dois motivos para o texto ser adaptado para o leitor internauta. O primeiro é obvio: não queremos escrever para robôs! Hehehe! O segundo é que um texto que passa a mensagem rapidamente tem mais chance de ser compartilhado pelos leitores e os robôs dos buscadores procuram observar isso.

O segredo de escrever para robôs é lembrar que os humanos tem uma grande facilidade em lançar olhos sobre um grupo de palavras e identificar se ele se enquadra em seu interesse, mas os robôs não são (ainda) tão espertos.

Imagine por exemplo que você faça preparação de atores.

Vamos listar algumas estratégias para o texto ser mais amigável para os robôs:

  • O seu primeiro parágrafo deve resumir o artigo (isso é bom para o leitor humano também)
  • Coloque as palavras mais importantes no título da página ou artigo como “Workshop de Preparação de Atores de Teatro em Curitiba” para um artigo avisando da data, duração e preço do próximo workshop agendado
  • Se o texto tiver subtítulos use os tipos de parágrafo adequados (Título 1, 2, 3 etc.) pois os robôs sabem que as palavras ali são importantes para definir o conteúdo do texto
  • Palavras em negrito também são consideradas mais importantes pelos buscadores
  • Garanta que o título do seu site (que aparece em todas as páginas) contenha as palavras mais buscadas pelos visitantes que você deseja atrair
  • O WordPress tem um campo para a descrição do site (e o Platinum SEO o melhora). Esse é o texto que aparece sob o link para o seu site nas buscas e tem uma grande importância também quando o robô analisa seu conteúdo
  • Defina palavras chave (tem um espaço para elas na parte direita da tela quando estamos escrevendo um artigo). Elas podem não ter um grande peso no status do site, mas ajudam o buscador a classificar o conteúdo

Reputação e redes sociais

Já se fala no fim da era dos buscadores depois que a Internet se tornou uma grande rede social (o segundo site mais acessado do mundo é o Facebook e há o fenômeno Twitter só para citar alguns).

Agora muitas vezes achamos o que nos interessa buscando o que os amigos já aprovaram.

Os buscadores estão atentos a isso há muito tempo, tanto que, desde o começo, um dos fatores mais importantes para o Google na hora de classificar um site é quantas vezes ele é mencionado por outros sites, ou seja, uma rede social vasta de pessoas que citam o site é vista como uma forma de aprovação da relevância do seu conteúdo

Mas CUIDADO! De forma nenhuma, jamais, nem em sonho aceite o chamado link farming que consiste em pagar o serviço de alguém que providencia para milhares de sites linkarem o seu artificialmente. Isso vai contra o interesse dos buscadores que querem achar conteúdo relevante e não sites artificialmente recomendados. A resposta deles pode demorar, mas é devastadora: eles cortam seu site de toda e qualquer busca.

Se você ou sua empresa são referências na sua área naturalmente outros colocarão links para o seu site.

O ideal é que o texto que contém o link seja expressivo.

Por exemplo clique aqui não diz nada, mas os buscadores vão favorecer seu site se o linkarem como a melhor preparação de atores do Brasil.

Uma forma de aumentar a possibilidade de linkarem seu site com um texto relevante é associar sempre um lema curto e expressivo a ele.

Algumas pessoas negociam troca de links com sites mais famosos. Pessoalmente não gosto dessa prática muito embora realmente o link em um site com boa colocação no Google (Page Rank) pese mais.

Mais eficiente é usar um serviço/plugin como o ShareThis que cria um botão para compartilhar suas páginas e posts nas principais redes sociais.

Fiz tudo isso e meu site ainda não aparece bem

Tenha paciência e persistência. Há vários fatores que podem dificultar a boa colocação do seu site:

  • Sites novos ficam algumas semanas em observação e idade é importante na classificação do site
  • Se os seus temas centrais são muito populares você terá uma longa escalada pela frente. Invista pesadamente no conteúdo e nas redes sociais para se tornar conhecido e  uma referência.
  • Seus concorrentes também investiram corretamente no SEO (mesma sugestão acima)
  • Seu site foi penalizado pois você tentou alguma estratégia para enganá-los, nesse caso pare imediatamente! Só o bom conteúdo salva.

Referências

Ajudaram a construir esse post:

Setembro de 2008 – Internet é um lugar

O navegador do Google, o Chrome, parece ser o grande “hype” do momento, mas não vou falar nele (apesar de ter feito isso no meu blog) pois o vejo como um conceito para o futuro e não uma alternativa real ao Firefox, Opera ou Safari.

Como por hora não haverá nenhuma grande mudança em como você entra na Internet resolvi falar em como nos relacionamos com a Internet.

É importante perceber que ainda não entendemos bem o que é a Internet.

Normalmente olhamos para ela como se fosse uma revista, uma enciclopédia, um álbum de fotos ou uma TV, mas ela não é nada disso.

Um shopping center é uma boa comparação… Lá você encontra todas essas coisas, mas ele não é essas coisas. Um shopping center é um lugar.

A Internet também é um lugar. Não é à toa que dizemos que entramos na Internet e não que assistimos a Internet.

Chamar a Internet de lugar pode ser estranho, mas pense bem. Desde que nós criamos a linguagem e depois a escrita deixamos de ter a nossa existência limitada aos nossos corpos. Nossas idéias são uma parte essencial do que somos e elas podem ser expressas em imagens, sons e palavras.

Foi por isso que decidi criar o nosso serviço de hospedagem e consultoria com o lema exista na Internet.

Há formas gratuitas para fazer isso (Blogger, WordPress.com, Twitter.com, Plurk.com…) e formas pagas para quem precisa de… um corpo virtual mais denso! Mas o importante é deixar nossa pegada no mundo e o mundo moderno é real E virtual.

Mergulhe na Rede

Aproveitando a idéia de existir na internet resolvi falar dos micro-blogues.

A idéia do microblog é simples. Você escreve algo em seu computador ou celular e seus amigos recebem o seu texto onde preferirem. Pode ser uma janelinha que salta na tela do computador deles, pode ser um sms em seus celulares ou um email por exemplo.

A proposta do primeiro microblog (twitter.com) era responder a pergunta “O que estou fazendo agora?” o que pode ser muito útil como ferramenta de socialização se você diz que está “Saindo do trabalho para ir no cinema X ver o filme Y na sessão de T horas” o que permite que seus amigos encontrem com você lá.

Também serve para manter uma certa proximidade de quem está longe. Não faz muito tempo me senti no meio do terremoto que ocorreu em São Paulo conforme meus amigos de lá pulavam no cantinho da minha tela contando o que estava acontecendo.

Como qualquer ferramenta ela pode ser boa ou ruim. Depende só de você…

Os principais microblogs atualmente são esses:

  • twitter.com
  • pluk.com
  • jaiku.com
  • pownce.com (foi descontinuado)

Além deles há o friendfeed.com que pode ser visto como um microblog embora vá um pouco além do conceito.

Como fazer um bom site

Provavelmente as principais fontes de visitas do seu site serão o Google e o Yahoo.

Quando alguém entre em um desses buscadores e digita “dança contemporânea” você quer que o site da sua companhia de dança apareça logo entre os primeiros.

Uma das formas de aumentar as possibilidades disso acontecer é usando em seu texto palavras que as pessoas costumam usar ao buscar por dança contemporânea ou, por exemplo eventos de gastronomia.

O Google oferece algumas ferramentas gratuitas que nos ajudam a investigar o zeitgeist, o mote do momento em torno de cada grupo de palavras.

Como o Google certemente responderá pelo maior número de visitantes do seu site vou indicar duas ferramentas dele:

  • Insigh: thttp://www.google.com/insights/search/
  • Webmaster Tools: https://www.google.com/webmasters/tools

Se você é webmaster é bom conhecer essas ferramentas, se você tem um site, mesmo que seja um blog gratuito no WordPress.com sugira ao seu webmaster que use essas ferramentas para ajudar você a elaborar melhor os textos do seu site ou então estude-as você mesma(o) pois vale a pena para quem precisa maximizar a visibilidade do seu site.

Aplicativos Web

Um dos desafios da era da informação (essa aqui mesmo onde estamos vivendo) é guardar e achar coisas no assustador volume de informações que passam diante dos nossos olhos.

Pode ser algo que você vê em um site e quer ver mais tarde, mas pode ser uma anotação feita em um guardanapo, um cartão de visitas que lhe entregam em uma festa.

O Evernote é um aplicativo Web (com versão também para Mac, Windows e celulares) que guarda todas essas informações de uma forma impressionante. Dê uma olhada no tour que eles oferecem.

Tecnopapo

Existe uma coisa importante no lançamento do Chrome que comentei lá em cima: o reconhecimento de que uma nova Web exige novas tecnologias.

Mesmo que você não seja especialista em Internet sabe que as páginas podem ser estáticas, feitas em HTML, e se comportarem como um texto ou podem ser dinâmicas permitindo que o visitante, por exemplo, deixe um comentário, vote em uma enquete ou até ajude a escrever a página como é o caso da Wikipedia.

Se você é especialista em Internet sabe que este “dinamismo” é feito com linguagens como o PHP, .Net, Python, Ruby e Java.

Se você é um bom especialista provavelmente usa PHP, Ruby on Rails ou Python por causa de todo aquele papo de OpenSource.

Além do papo de OpenSource há o Rails e o Django que tornam o desenvolvimento de qualquer coisa com Ruby ou Python ridiculamente simples.

Bem, a boa notícia é que, se você é um daqueles uber-especialístas que programam em Java pode ser hora de parar de arranjar justificativas para defender o Java X Rails e olhar com atenção para o Jbos Seam. Falei um pouco sobre ele em meu blog.

Novos na Colméia

  • http://lateliergastronomia.com.br/ – Gastronomia no Paraná
  • http://jvsambashow.com.br/ – Samba
  • http://revisaotecnica.com.br/ – Revisão técnica, orientação de textos e workshops
  • http://www.rehumanas.com.br/ – Consultoria em recursos humanos no Paraná
  • http://artefinal-rs.com.br/ – Webdesing, ilustração e design no Rio Grande do Sul